Backup Local

A soluções de backup de arquivos eram baseadas exclusivamente em
armazenamento local feito manualmente em uma mídia removível ou local de rede. No Windows, inclusive, é possível especificar os arquivos e as configurações dos quais deseja fazer backup e quantas vezes essa
atividade deve ser realizada.

As mídias removíveis incluem discos rígidos externos, DVDs, CDs e placas de memória USB. Outra opção é fazer o backup de dados em um computador ou dispositivo de rede diferente

Importante

Os backups nunca deve ser feito no mesmo HD no qual o Windows está instalado. Mesmo embora os fabricantes de computadores configurem freqüentemente uma partição de recuperação que costuma ser exibida como uma unidade de disco rígido diferente. Isso porque o risco de ter todas as informações relevantes em uma única máquina é muito grande. Afinal, podem ocorrer incêndios, curtos-circuitos e outros problemas sérios de hardware e software. Inclusive falta de segurança, ataques de vírus, capazes de impossibilitar a recuperação dos dados.

O ideal é investir em uma solução profissional de backup, como um servidor dedicado por exemplo.
Este fica responsável por realizar o backup e restaurar as informações de maneira rápida em caso de desastre.
Caso isto não seja possível, o mínimo é garantir uma cópia em um HD externo ou dispositivo similar.
Mas este também deve ser criptografado e mantido em local seguro.

É importante que o investimento de um sistema de backup local pode ser particularmente elevado. Tudo depende do volume de informação. Afinal, além do investimento inicial, será necessário considerar os custos com a manutenção, upgrades, e consumo de energia. Isso além da própria manutenção dos serviços de backup, como testes de integridade, monitoramento e ação em caso de incidentes

Backup em nuvem

E um aplicativo que dá ao usuário a habilidade de fazer automaticamente o backup de arquivos, aplicativos, máquinas virtuais ou servidores e armazená-los com segurança para fins de recuperação de desastres, possibilitando a continuidade do negócio.

O backup na nuvem é construído em torno de um aplicativo local. Este é executado em horários específicos, geralmente várias vezes ao dia, em segundo plano. O aplicativo coleta, compacta, criptografa e transfere os dados para os servidores do provedor de serviços. Para mitigar o consumo de banda de internet e tempo, o provedor de serviços costuma fornecer backups incrementais após o backup completo inicial.

Importante

A acessibilidade é um dos fatores determinantes na escolha dessa forma de armazenamento de dados.
Isso acontece pelo fato de não ser necessário possuir ou manter qualquer hardware ou software associado ao backup.
Basta a empresa pagar um fee mensal, sem necessidade de investimento inicial, para começar a fazer os backups dos dados necessários.

Outra vantagem é o fato do usuário poder acessar as informações guardadas de qualquer local ou dispositivo. Basta apenas ter acesso à internet, diferentemente do backup local. Essa solução permite, ainda, a manutenção dos dados da organização em local seguro contra furto ou desastre natural, garantindo segurança extra.

Entretanto, dependendo do volume de dados, a criação de um backup completo para a nuvem e eventual restauração poderá se transformar em um processo demorado. Especialmente se a quantidade de banda contratada de internet for baixa. Outro ponto é que, apesar de contar com criptografia avançada, é necessário garantir que os dados estejam acessíveis e atualizados no momento do backup. Caso contrário, correm-se riscos de segurança ao se fazer um backup de dados desatualizados ou corrompidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *